quinta-feira, 20 de abril de 2017

Molho de cacau apimentado

Eu sei, é uma imitação mequetrefe do mole poblano mexicano. Lourdes Hernández, minha amiga, há de me perdoar, há de levar em consideração meu esforço e considerar a tentativa não como uma apropriação cultural mas uma admiração pela comida do México e pelo seu povo ainda que não conheça o país. Que considere apenas como uma homenagem. Gosto de constatar que os ingredientes daqui podem se adaptar para fazer pratos parecidos com os de lá, com outras técnicas, outras combinações.

Já fiz oficina com a Lourdes que ensinou como fazer um mole poblano verdadeiro, mas na falta de alguns ingredientes que ela usou  como a folha de abacate anisado ou tomatillo, fiz com o que tinha. Não precisamos chamá-lo de mole mas podemos chamar de molho de chocolate com especiarias, que está tudo certo. Queria especialmente usar o cacau em barra que ganhei de uma amiga. Não consegui enxergá-lo como doce, mas parece que pedia umas pimentas, umas especiarias. Então fiz um molho meio rápido, diferente do mole poblano (da região de Puebla) que leva vários ingredientes e é feito mais demoradamente. Uma receita bem próxima da real você pode ver aqui.

Bem, aqui vai então minha versão que guardei na geladeira e comi com frango, com ovo, com o que me deu na telha. E já penso em fazer mais, de tão bom que ficou.  Usei umas pimentas que uma amiga trouxe do México além de ervas como manjericão-cravo e manjericão-anis com o sabor das especiarias que lhes nomeiam.

Delicioso este "Cacau Ouro" 100% integral. De Itacaré - BA 



Molho de cacau apimentado 

Uma banana da terra cortada em pedaços
Um tomate sem sementes
Meia cebola roxa
1 pimenta dedo-de-moça
1 pimenta ancho e outras secas que você possa conseguir (tostadas e deixadas de molho em água quente)
2 dentes de alho
1 ramo de manjericão cravo
1 ramo de manjericão anis
3 cravos
1 pau de canela
1 colher (chá) de grão de coentro
1 colher (chá) de grãos de cominho
1 colher (chá) de pimenta-do-reino em grãos
1 colher (sopa) de gergelim
1 colher (sopa) de melado
1 pedaço de cacau em barra com cerca de 100 g
Meia fatia de pão caseiro torrado
4 colheres (sopa) de amêndoas
4 colheres (sopa) de sementes de girassol
2 colheres (sopa) de manteiga

Como fiz: tostei os legumes frescos, tostei um pouco as especiarias, amêndoas e girassol e coloquei no liquidificador com as pimentas demolhadas e todo o restante dos ingredientes, menos a manteiga. Fui juntando a água da pimenta (onde elas ficaram demolhando) e bati bem até formar uma pasta bem lisa. Coloquei a manteiga pra aquecer e juntei o conteúdo batido. Deixei cozinhar por cerca de meia hora em fogo baixo, juntando mais líquido conforme ia secando, mexendo sempre. Pode juntar caldo de frango, se preferir. Prove, junte sal e corrija algum tempero se achar necessário. Eu provei e achei que faltava um pouco de acidez (na receita que aprendi ia tomatillo que é ácido), então juntei um pouco de vinagre e aí, sim, ficou o bicho!!

Guardei e fui usando com frango assado, ovo cozido, com aqueles beijus de taioba que mostrei no post anterior etc.  Na hora de usar, leve ao fogo e dilua com caldo de frango ou água.

Pronto, invente também você seu próprio molho. E divirta-se!


 



Nhac! 




4 comentários:

Paloma Bianchi disse...

Será que se colocar pasta de tamarindo no lugar do vinagre dá o mesmo efeito?

Agnaldo luiz disse...

Hummmmmm

Neide Rigo disse...

Paloma,
ótima ideia. Deixe amolecer junto com as pimentas.

Thalita Cardoso disse...

Olá, estou no post errado, mas espero que você me ajude. Adoro o seu blog, sigo você já tem uns anos.
Queria saber só o que aconteceu com o post sobre o levain, pois fui ver sobre a desidratação, e o post onde você ensina o fermento não está disponível mais.

thalitatly@gmail.com


Obrigada